Esteja entre os líderes que fortalecem o mercado da mandioca.

Reserve seu espaço na única feira internacional da mandioca
das Américas.

Um novo ciclo de desenvolvimento está começando. Faça parte dele.


Conecte-se
conosco


O Reniva como propagador do plantio qualitativo da mandioca no Brasil

Um dos coordenadores da rede Reniva, Helton Fleck, analista da Embrapa, falou durante a Feira Internacional da Mandioca, FIMAN 2018, sobre a Rede de Multiplicação e Tranferência de manivas-semente de mandioca com qualidade genética e fitossanitária, na palestra “Reniva – Inovação tecnológica e de negócio para produção de material propagativo da mandioca”. Fleck dando um breve panorama do mercado de plantio de mandioca no Brasil, afirmando que os maiores produtores são os estados do Pará, Bahia e Paraná. “A partir da década de 90, registrou-se uma queda da produção da região Nordeste e a ascensão das regiões Sul e Sudeste”, disse.

 

Para ele, a produção ainda está aquém daquilo que o Brasil precisa para ter sustentabilidade. “A região Sul foi a que mais teve evolução da produtividade”. Em números absolutos, o Paraná tem a segunda maior área colhida do país, perdendo apenas para o Pará. A mandioca no Brasil possui 1,4 milhão de hectares de área plantada.

 

Na sequência, Fleck abordou os desafios da diversificação e ampliação dos derivados da mandioca. São eles: a mudança climática de uma cultura competitiva; o patrimônio genético com base na criação de programas nacionais e internacionais de manutenção da biodiversidade; o enfrentamento de novas ameaças, como pragas e doenças. “É importante ter um bom sistema que privilegie a qualidade e a sanidade cria o ambiente ideal para que novas técnicas previnam as ameaças”, falou.

 

Especificamente sobre o Reniva, Fleck explicou que o programa surgiu de uma série de demandas. Dentre elas, a baixa adoção das variedades da Embrapa, a disparidade entre o período de colheita e proximidade da estação de plantio, falta de material de plantio livre de pragas e doenças, possibilidade de exploração de um grande mercado, falta de produção na produção de manivas semente, capacidade de produção de mudas de mandioca em grandes volumes e parceiros querendo ver a rede concretizar.

 

Para encerrar a palestra, Fleck explicou as ações necessárias para participar do Reniva. “Quando trabalhamos o Reniva, fica muito claro qual o papel de cada um dos parceiros. Nenhuma instituição consegue realizar suas atribuições sem ter alguém no campo”.

 

Realização

Patrocínio

Apoio

Apoio institucional

Apoio de Mídia

Organização