Esteja entre os líderes que fortalecem o mercado da mandioca.

Reserve seu espaço na única feira internacional da mandioca
das Américas.

Um novo ciclo de desenvolvimento está começando. Faça parte dele.


Conecte-se
conosco


Programação técnica de alta qualidade reforça importância da FIMAN para a cadeia produtiva da mandioca

Durante a FIMAN 2018, realizada 20 a 22 de novembro em Paranavaí, no Parque Internacional de Exposições Costa e Silva, visitantes e expositores terão acesso a uma programação técnica de altíssima qualidade, com dia de campo, visitas técnicas e palestras proferidas por grandes nomes nacionais do setor. Confira:

20/11 (terça-feira)

16h – abertura

17h30 às 18h30 – palestra “Reniva – Inovação tecnológica e de negócio para produção de material propagativo da mandioca” – com Helton Fleck (Embrapa Mandioca e Fruticultura)

18h50 às 19h50 -palestra “Plantio e Comércio de mandioca e produto agrícola no Japão” – com Walter Toshio Saito

 

21/11 (quarta-feira)

13h30 às 14h30 – palestra – com Fabio Isaias Felipe (CEPEA/USP)

14h50 às 15h50 – palestra “Manejo integrado de doenças em mandioca” – com Saulo Oliveira (Embrapa Mandioca e Fruticultura)

16h às 17h – palestra – com Gustavo Cupertino Domingues (Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento)

17h às 18h30 – palestra “Tendências na produção do amido, do ponto de vista de um fornecedor de processo e máquina” – com Jorge Larsson (Larsson Group)

 

22/11 (quinta-feira)

13h30 às 13h45 – abertura Seminário de Agroinovação da FIMAN 2018 – Parque AGRO + i – tema “Tendências de consumo e inovação tecnológica em alimentos a base de mandioca”

13h45 às 14h30 – palestra “Tendências de consumo de alimentos e oportunidades de inovação” – com Raul Amaral (coordenador da plataforma de Inovação Tecnológica do ITAL)

14h30 às 15h15 – palestra “Agregação de valor em derivados de mandioca aplicados em produtos de panificação” – com Carla Léa de Camargo Vianna Cruz (pesquisadora da Cereal Chocotec/ITAL)

15h30 às 16h30 – debate “Desafios tecnológicos e oportunidades na cadeia da mandioca” – com ITAL, SIMP, SRP, CETEM, UEL, IAPAR, EMBRAPA E IFPR

17h às 18h – Palestra “Legislação de acesso e uso de patrimônio genético e suas implicações para a cadeia da mandioca” – com Francisco Laranjeira (Embrapa Mandioca e Fruticultura)

 

Dia de campo – 21/11 (quarta-feira)

8h45 às 9h15 – bateria 1 – Plantio direto em mandioca (Marco Rangel e Eduardo Vieira)

9h25 às 9h55 – bateria 2 – Física de solos comparativo PD e preparo convencional (Jonez Fidalski e Valter Pessoa)

10h05 às 10h35 – bateria 3 – Apresentação plantadeira e dinâmica de Plantio Direto (Emerson Fey)

10h45 às 11h15 – bateria 4 – Manejo integrado de insetos – praga da cultura da mandioca (Rudiney Ringeberg e Vanda Pietrowski)

11h30 às 12h – Dinâmica de cultivador para mandioca (AGRIMEC)

 

Visitas técnicas – 21 e 22/11

8h30 – saída da FIMAN

9h – Podium Alimentos – visita guiada

11h30 - retorno à FIMAN

 

 

Realização

Patrocínio

Apoio

Apoio institucional

Apoio de Mídia

Organização